Laculá - Guia de locais, as melhores cidades, lugares e serviços, em Fortaleza e Região

Imagem Interna

São Mateus

São Mateus: História e Origens

As origens da região que hoje atende pelo nome de São Mateus, bairro dos mais populosos e tradicionais da zona leste de São Paulo, remontam à época do descobrimento do Brasil, cujos primeiros habitantes eram os índios.

Da floresta ocupada pelas tribos indígenas, até a fazenda Rio das Pedras, o tempo e a história se encarregaram de contar a trajetória do bairro conhecido pelo seu povo guerreiro como os índios e determinado como os brasileiros.

No século XIX, no ano de 1842, a fazenda era de propriedade de João Francisco Rocha, sendo que Antônio Cardoso de Siqueira, ao adquirir a fazenda, a dividiu em glebas.

Posteriormente, em 1946, um italiano chamado Mateus Bei (que dá nome à principal e mais famosa avenida do bairro), loteou 50 alqueires da fazendo, criando assim o bairro de São Mateus.

Um detalhe curioso é que num primeiro momento, as pessoas não se mostravam muito solícitas a morar na região, tendo em vista que a distância entre São Mateus e o centro de São Paulo girava em torno de 4 horas.

Desta forma, Mateus criou uma recompensa aos compradores dos lotes: cada proprietário do lote, ao adquiri-lo, ganhava 500 telhas e 2 mil tijolos.

Oficialmente, a data de fundação do bairro foi 8 de dezembro de 1948, porém, o aniversário do bairro é comemorado no dia de seu patrono, São Mateus, no dia 21 de setembro.

O comércio, sobretudo aquele localizado na avenida Mateo Bei, é considerado um dos pontos de destaque do bairro, além da avenida Sapopemba, apontada como a maior avenida do Brasil e a terceira maior do mundo.

 

São Mateus: localização

O bairro está localizado no chamado extremo oriental da zona leste de São Paulo. Em relação à Praça da Sé, marco zero da cidade cinza, encontra-se distante 22 quilômetros. Segundo o portal ‘São Paulo Minha Cidade’, a região de São Mateus é composta por 3 distritos:

  • São Mateus;

  • São Rafael;

  • Iguatemi.

Quanto as divisas, temos Itaquera, Vila Formosa e Aricanduva ao norte, e Mauá e Santo André ao sul. Ao leste temos Guaianases e oeste Vila Prudente.

Com 2 rios, Aricanduva e Rio das Pedras, 37 córregos e um ribeirão (Aricanduva), o relevo acidentado se justifica à proximidade com a Serra do Mar.

 

Morro Do Cruzeiro

Muitos moradores e comerciantes da região de São Mateus desconhecem que ali há parte de uma importante reserva da Mata Atlântica urbana: o Morro do Cruzeiro (ou Mutuçununga – nome indígena).

Situado na divisa com Mauá, trata-se do segundo ponto mais alto da cidade, com 998 metros de altitude, atrás apenas do Pico do Jaraguá, com 1.135 metros.

Do Morro do Cruzeiro, é possível vislumbrar toda a extensão de São Paulo e a Serra do Mar.

A exemplo das nascentes do Rio Aricanduva, Rio Limoeiro e Rio Palanque, o Morro do Cruzeiro também está incluído na Área de Proteção Ambiental.

Para termos uma breve ideia da importância desse local, há inclusive um tratado internacional que revela que o Parque Morro do Cruzeiro e sua vegetação integra o Cinturão da Reserva da Biosfera, ao lado da Mata Atlântica do Município de Mauá.

 

São Mateus: Cultura do Samba e do Hip-Hop

Comparado muitas vezes com a famosa rua 25 de março, ícone do comércio popular de São Paulo, na região central da cidade, a avenida Mateo Bei é com certeza, um dos destaques da região.

Mas nem só de comércio vive este bairro tão importante da cidade. A cultura é outro viés que merece atenção e destaque.

Em São Mateus, por exemplo, encontramos alguns dos grupos mais representativos do Rap nacional, como De Menos Crime e Consciência Humana.

Na Vila Flávia, temos o São Mateus em Movimento, que mobiliza uma infinidade de artistas locais e talentos natos da região.

http://g1.globo.com/sao-paulo/sptv-1edicao/videos/t/edicoes/v/sao-mateus-em-movimento-mobiliza-artistas-da-vila-flavia-na-zona-leste/3582764/

lá também encontramos a maior galeria de grafite a céu aberto da América Latina, com nomes representativos nessa arte, caso do Grupo OPNI.

Quanto ao samba, lado a lado com o movimento Hip-Hop, o famoso lava rápido É Nóis Queiróz vira o berço do ritmo aos sábados. Os carros, mangueiras e baldes de água dão lugar à roda de samba das mais cultuadas de “sampa”, numa festa que já ocorre há mais de uma década no local. Música, respeito e paz dão a tônica do lugar, na avenida Maria Cursi.

 

Transporte  

A estrutura local conta com várias linhas de transporte público. Em São Mateus há um importante terminal de ônibus da cidade, o Terminal Metropolitano de São Mateus, que atende linhas da SPTrans e também do Corredor Metropolitano São Mateus – Jabaquara.

Informações do bairro

  • Cartório Civil São Mateus

    Av. Ragueb Chohfi, 370 - Jardim Três Marias, São Paulo - SP, 08375-000 Telefone: (11) 2014-7373

  • Terminal Sao Mateus

    Terminal Sao Mateus - Jardim Santa Adelia, São Paulo - SP

  • Pronto Atendimento São Mateus

    Praça Professor Dr. Joáo Sampaio Goes Júnior, 24 - Cidade São Mateus, São Paulo - SP, 03963-090 - Telefone: (11)2919-6018

  • 49º Distrito Policial - São Mateus

    Av. Ragueb Chohfi, 830 - Jardim Três Marias, São Paulo - SP, 08375-000 - Telefone: (11) 2919-8244

É laculá no São Mateus